Daniel Duende é escritor, brasiliense, e tradutor (talvez nesta ordem). Sofre de um grave vício em video-games do qual nunca quis se tratar, mas nas horas vagas de sobriedade tenta descobrir o que é ser um blogueiro. Outras de suas paixões são os jogos de interpretação e sua desorganizada coleção de quadrinhos. Vez por outra tira também umas fotografias, mas nunca gosta muito do resultado.

Duende é atualmente o Coordenador do Global Voices em Português, site responsável pela tradução do conteúdo do observatório blogosférico Global Voices Online, e vez por outra colabora com o Overmundo. Mantém atualmente dois blogues, o Novo Alriada Express e O Caderno do Cluracão, e alterna-se em gostar ora mais de um, ora mais de outro, mas ambos são filhos queridos. Tem também uma conta no flickr, um fotolog e uma gata branca que acredita que ele também seja um gato.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Google bloqueado pela administração do Campus Party?

Primeiro era só um boato, depois uma história sustentada por alguns print-screens publicados no próprio Flickr (depois da queda do bloqueio). Dizem que o Google foi bloqueado na rede do Campus Party com alegações de possuir conteúdo impróprio para menores de 12 anos(!?). Ao que parece o bloqueio ao site durou entre dez minutos e meia hora, e ninguém até agora se dignou a explicar o porquê. Depois desse tempo, segundo o f.mafra (em conversa no fumódromo), a rede teria caído e retornado já sem o bloqueio. Curiosamente isso se deu na mesma hora em que o representante do AdSense chegava ao evento para fazer uma "desconferência" (desconferência do adsense? em que mundo estamos?!) com os blogueiros importantes do evento.





Há boatos de que o Flickr foi igualmente bloqueado na rede do Campus Party, mas não consegui encontrar nenhum print-screen do acontecimento. Se descobrir mais alguma coisa, faço um update.


UPDATE:
No Twitter, o ManoelNetto está falando de invasão de servidores, enquanto o Cesar Cardoso está falando de pau no DNS da Telefônica de SP. Quem achar boas as explicações, que as aceite. ;)


UPDATE2:
O RadarCultura soltou um post dando uma explicação sobre o acontecimento (a dica foi de livefast/dieyoung em comentário a este post):

"O que aconteceu foi que hackearam o roteador da mesa, e por isso quem acessava por ali via a mensagem. Em outros locais do evento o acesso era normal. Depois de alguns minutos o Flickr e o Twitter voltaram a funcionar."
Aquilo que parecia, para mim, uma explicação meio furada está começando a fazer mais sentido. Pelo sim, pelo não, permaneço na dúvida. Mas que teria sido uma brincadeira divertida, ahh, isso teria! :)

Quer saber? Acho que acredito agora na versão do RadarCultura.


UPDATE3:
Manoel Netto deu outra explicação alí nos comentários do post:
"Na verdade não hackearam o roteador, até porque não tem um roteador por bancada, só um switch. O que houve foi a execução de um software que fazia spoofing do DNS e rodava um servidor web, que servia a página que era exibida.

Sim, havia bloqueio de Google, Twitter, Flickr e todos os serviços do Google, mas variava de máquina para máquina.

Problema resolvido, o brincalhão pediu desculpas e pronto."

Enquanto isso, a versão da matéria da Folha Online é um pouco diferente...
Vale ler pra saber, ou pra dar umas risadas.

2 comentários:

livefast/dieyoung disse...

mais um update:
http://www.radarcultura.com.br/node/8395

hackearam o roteador da bancada, por isso quem estava naquela bancada recebia essa msg.

Manoel Netto disse...

Na verdade não hackearam o roteador, até porque não tem um roteador por bancada, só um switch. O que houve foi a execução de um software que fazia spoofing do DNS e rodava um servidor web, que servia a página que era exibida.

Sim, havia bloqueio de Google, Twitter, Flickr e todos os serviços do Google, mas variava de máquina para máquina.

Problema resolvido, o brincalhão pediu desculpas e pronto.

Abraço