Daniel Duende é escritor, brasiliense, e tradutor (talvez nesta ordem). Sofre de um grave vício em video-games do qual nunca quis se tratar, mas nas horas vagas de sobriedade tenta descobrir o que é ser um blogueiro. Outras de suas paixões são os jogos de interpretação e sua desorganizada coleção de quadrinhos. Vez por outra tira também umas fotografias, mas nunca gosta muito do resultado.

Duende é atualmente o Coordenador do Global Voices em Português, site responsável pela tradução do conteúdo do observatório blogosférico Global Voices Online, e vez por outra colabora com o Overmundo. Mantém atualmente dois blogues, o Novo Alriada Express e O Caderno do Cluracão, e alterna-se em gostar ora mais de um, ora mais de outro, mas ambos são filhos queridos. Tem também uma conta no flickr, um fotolog e uma gata branca que acredita que ele também seja um gato.

quinta-feira, 31 de maio de 2007

Mais uma do Luís Estevão, do Sérgio Naya e do Paulo Otávio... para variar.

Dica do Cacá Bicarato.

"os empresários Luiz Estevão, Sérgio Naya e Paulo Octávio burlam um
bloqueio de bens e faturam R$ 32 milhões com a venda de um terreno
"

E, como eu disse em resposta à discussão sobre o tema que está rolando no AINN:
"(...)o problema consegue ser um pouco pior do que incapacidade ou
mera cumplicidade da justiça, meu amigo. É uma questão estrutural mesmo. A
influência destes senhores, principalmente a do Sr. Roriz, é simplesmente
imensa. Nos melhores moldes coronelistas, este pequeno clube é dono dos
jornais, das construtoras, de uma boa parte dos imóveis, dos juízes, das
polícias (sim, as polícias do DF são filhotes deles) e tudo mais na região.
Eles são praticamente donos do lugar e nada -- NADA -- pode ser feito para
impedí-los pois eles tem o governo distrital, e os poderes distritais, no
bolso e o governo federal não tem fôlego, coragem ou mesmo capacidade para
extrair este câncer. Seria necessário um governante, ou um ministro da
justiça, com muito culhão e com uma família a prova de balas para tirar essa
corja de lá. E é simples assim. O governo, a polícia e a justiça não fazem
nada contra eles pq eles simplesmente mandam, ou tem conchavos fortes, com
todos os 3.

Vale lembrar que quando assumiu seu primeiro mandato como presidente, o Lula
disse que iria dar um jeito no Roriz. Calou-se logo depois, quando viu que
"dar um jeito no Roriz" significava abrir guerra franca com o PMDB, que
defende com unhas e dentes seu rico e produtivo filhotinho. Não tem jeito. A
corrupção está tão entranhada na estrutuda do poder brasileiro que só uma
mudança estrutural poderia sacudí-la de lá.

A situação é dramática e está bem longe de uma solução."

É isso.
Quando será que isso vai mudar?

4 comentários:

Anônimo disse...

eu sou uma menina argentina de 17 anos e estou fazendo uma investigaçao de SERGIO NAYA,,, realmente ele é um corrupto!

sergio naya nao tem VERGONHA


saludos...e apoio seu opinao(nao me funcionan os acentos do teclado)

Daniel Duende disse...

É verdade, moça. Há muitos indícios e fatos que apontam para a acusação de que o Sergio Naya é um grande corrupto e, mais do que isso, um assassino.

As pessoas que perderam seus familiares na queda do Palace II (no Rio de Janeiro) sabem muito bem disso.

Além do mais, não sei de uma negociação feita pelo digníssimo senhor Naya que não seja no mínimo suspeita. Quando ele se junta então com seus amigos Estevito e Paulinho, aí é que a coisa fede mesmo!

Abraços do Verde

Joseph Shafan disse...

MORREU [À] TARDE, de hoje, 20 de fevereiro de 2009.
Como disse o Millor, certa feita, é importante ler o obituário do jornal, porque pode-se obter gratas surpresas.

Daniel Duende disse...

Não é que o diabo morreu mesmo? :)