Daniel Duende é escritor, brasiliense, e tradutor (talvez nesta ordem). Sofre de um grave vício em video-games do qual nunca quis se tratar, mas nas horas vagas de sobriedade tenta descobrir o que é ser um blogueiro. Outras de suas paixões são os jogos de interpretação e sua desorganizada coleção de quadrinhos. Vez por outra tira também umas fotografias, mas nunca gosta muito do resultado.

Duende é atualmente o Coordenador do Global Voices em Português, site responsável pela tradução do conteúdo do observatório blogosférico Global Voices Online, e vez por outra colabora com o Overmundo. Mantém atualmente dois blogues, o Novo Alriada Express e O Caderno do Cluracão, e alterna-se em gostar ora mais de um, ora mais de outro, mas ambos são filhos queridos. Tem também uma conta no flickr, um fotolog e uma gata branca que acredita que ele também seja um gato.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Por falar na Rainha Rania...

Por falar na Rainha Rania da Jordânia, tenho uma forte impressão de que muitas rainhas, primeiras-damas e pessoas de vida ganha menos notórias do mundo afora poderiam se mirar no exemplo da jovem consorte do Rei Abdullah.

Considerada por muitos como uma das rainhas mais belas do mundo, e reconhecida em sua inteligência e capacidade por seu povo e por seu companheiro, o rei (que a tem como representante em alguns dos mais importantes forums econômicos e políticos do Ocidente), a Rainha Rania resolveu ir além. Arregaçou as mangas e deu a cara a tapa para o Ocidente: Fez um vídeo para o YouTube (de fato, criou um canal por lá) onde ela chamava os usuários a colocarem, com a delicadeza ou fúria que quisessem, suas opiniões ou dúvidas sobre o mundo árabe nos comentários do vídeo, prometendo que depois, com o tempo, faria vídeos onde "desbancaria um a um todos os estereótipos e preconceitos a respeito do Mundo Árabe". Falou, e está fazendo.



Eleita por uma revista árabe sobre blogues como a mais importante video-blogueira do mundo árabe, a Rainha Rania já lançou sete vídeos abordando questões levantadas pelos comentários que recebe, e seu canal publica também vídeos de vários outros autores que falam sobre o mundo árabe nas mais diversas linguagens, seja a do jornalismo, seja a da música, seja a da sátira. A Rainha diz acreditar que o mundo está precisando de muito mais diálogo, e que o trabalho que está realizando é aquilo que ela viu que podia fazer para ajudar a fomentar este diálogo, criando uma ponte através das distâncias e preconceitos na tentativa de mostrar um outro lado do mundo árabe e do islã.



Seus vídeos são curtos, falados em inglês simples e seguro, e dão respostas diretas e honestas -- sem truques de discurso -- às questões que aborda. Em certo momento, falando sobre a violência contra as mulheres no mundo árabe, a Rainha diz algo como: Se as mulheres são vítimas da violência no mundo árabe? (pausa) Sim, elas são. Mas esta não é uma questão particular do mundo árabe. No mundo inteiro mulheres estão sendo vítimas da violência todos os dias. Mas todos os países [árabes] estão fazendo esforços, através de governos, ONG's e da ação de seus povos para mudar este quadro. Esta é uma guerra que nós também ainda não vencemos, mas estamos todos caminhando, uns mais depressa, outros mais devagar, mas todos em uma direção positiva.





Allah abençoe a Rainha!

Um comentário:

Blogger disse...

Ever wanted to get free Twitter Re-tweets?
Did you know you can get them AUTOMATICALLY AND ABSOLUTELY FREE by registering on Like 4 Like?