Daniel Duende é escritor, brasiliense, e tradutor (talvez nesta ordem). Sofre de um grave vício em video-games do qual nunca quis se tratar, mas nas horas vagas de sobriedade tenta descobrir o que é ser um blogueiro. Outras de suas paixões são os jogos de interpretação e sua desorganizada coleção de quadrinhos. Vez por outra tira também umas fotografias, mas nunca gosta muito do resultado.

Duende é atualmente o Coordenador do Global Voices em Português, site responsável pela tradução do conteúdo do observatório blogosférico Global Voices Online, e vez por outra colabora com o Overmundo. Mantém atualmente dois blogues, o Novo Alriada Express e O Caderno do Cluracão, e alterna-se em gostar ora mais de um, ora mais de outro, mas ambos são filhos queridos. Tem também uma conta no flickr, um fotolog e uma gata branca que acredita que ele também seja um gato.

domingo, 2 de março de 2008

Correrias, partos do dia a dia...

Agora é oficial. Além de cortar um dobrado na coordenação do Global Voices em Português, um site dedicado a selecionar e traduzir conteúdos do Global Voices Online para a língua portuguesa, estou também interinamente ocupando a editoria de língua portuguesa do Global Voices Online.

A experiência tem sido interessante, mas também um bocado desgastante. Escrever meu primeiro artigo, sobre o Campus Party (que finalmente consegui publicar ontem), para o GV foi um verdadeiro parto. Por outro lado, o trabalho de fazer os links curtos (roundups) é bem bacana. Acho que deve ser uma questão de tempo até eu pegar o jeito e me adaptar a somar as duas funções. Até lá, chicotadas no escriba...

p.s. em meio a tudo isso, me ressinto da falta de tempo para viver e escrever poesia e contar histórias.

p.p.s. para quem estava me perguntando, e ainda não se sentiu respondido, a matéria sobre o Campus Party em inglês está aqui, e sua tradução está aqui.

2 comentários:

morganna disse...

O seu ressentimento significa que tão cedo eu não saberei o que acontece com uma loba, um garoto e um dragão...
=/

Daniel Duende disse...

Olá Morganna. Obrigado pelo estímulo. A fábula "o cavaleiro e o dragão" já foi escrita até o seu 11o capitulo, e pretendo continuar publicando ela quando possível. De qualquer forma, esta falta de tempo para minha arte é parte do que tem me impedido de publicá-la, assim como tem me impedido de produzir mais...

De qualquer forma, tomo seu comentário como mais um estímulo a seguir em frente e tentar encontrar o tempo e o espaço para publicar minhas histórias novamente.

Abração do Verde.